Fx Options Cash Flow




Fx Options Cash FlowA China tem experimentado um forte crescimento e agora e o maior exportador de bens manufaturados ea segunda maior economia do mundo. Transacao em moeda chinesa permite que os importadores para realizar economia de custos e eficiencias, permitindo que o pagamento da factura a ser feita na moeda nativa exportadores, reduzindo assim o seu custo tambem. A volatilidade da moeda estrangeira reduziu os ganhos tanto da perspectiva da transacao como da traducao. Explore estrategias para mitigar o impacto da moeda sobre os lucros e fluxo de caixa. Descubra como um dolar de fortalecimento pode criar um vento de fronte para empresas que fazem negocios internacionalmente. O recente aumento da volatilidade das moedas estrangeiras tem levado uma grande mordida fora dos ganhos, tanto de uma transacao como de uma perspectiva de traducao. Esta apresentacao ajuda a explicar estas questoes. A volatilidade da taxa de cambio existe entre a maioria das moedas. Atraves da transacao na moeda local, as empresas sao capazes de gerenciar o risco de taxa de cambio, reduzindo efetivamente potenciais premios. Ao longo das duas ultimas decadas, a economia dos EUA tornou-se cada vez mais ligada aos mercados globais, tanto para sourcing quanto para vendas. Historicamente, as empresas americanas tendem a preferir negociar todos os acordos internacionais em dolares dos EUA. No entanto, eles podem se colocar cada vez mais em uma desvantagem competitiva ao faze-lo. A medida que o negocio internacional cresce mais importante para as empresas dos EUA, e vital reconhecer que as atividades de importacao e exportacao sao fortemente regulamentadas pelo governo dos EUA. Se voce estiver conduzindo negocios internacionais, se estiver envolvido em novos tipos de transacoes, se estiver fazendo negocios com novas entidades ou em novas regioes geograficas, podera receber perguntas de entidades governamentais ou de sua instituicao financeira. Todos os envolvidos sao responsaveis ??pela conformidade e poderao enfrentar penalidades ou multas por descumprimento. Alem da oportunidade expandida, o investimento internacional ajuda a reduzir o risco de carteira atraves da diversificacao. As alocacoes a acoes nao americanas podem reduzir a volatilidade da carteira. A equidade internacional desempenha um papel critico em um portfolio bem equilibrado. Os estoques internacionais sao uma parcela grande e crescente do universo de investimento global e oferecem aos investidores o potencial de capitalizar em tendencias de crescimento de longo prazo mais rapidas no exterior. Existem tambem oportunidades de investimento em segmentos industriais que sao dominados por empresas nao americanas. Os materiais ou videos que voce pretende exibir foram preparados apenas para fins de informacoes gerais e nao se destinam a conselhos legais, tributarios ou contabeis ou como recomendacoes para realizar qualquer transacao especifica, inclusive com relacao a quaisquer valores mobiliarios da PNC e nao Pretendem ser abrangentes. Sob nenhuma circunstancia qualquer informacao contida nesses materiais ou video pode ser usada ou considerada como uma oferta ou compromisso, ou uma solicitacao de uma oferta ou compromisso de participar em qualquer transacao ou estrategia em particular. Qualquer confianca em tais informacoes e unica e exclusivamente sob seu proprio risco. Consulte seu proprio conselheiro, contador ou outro conselheiro sobre sua situacao especifica. Quaisquer opinioes expressas nesses materiais ou videos estao sujeitas a alteracoes sem aviso previo. PNC e uma marca registrada do Grupo de Servicos Financeiros da PNC, Inc. (PNC) 2016 O Grupo de Servicos Financeiros da PNC, Inc. Todos os direitos reservados. PNC e uma marca registrada do Grupo de Servicos Financeiros da PNC, Inc. (PNC) copy2016 O Grupo de Servicos Financeiros da PNC, Inc. Todos os direitos reservados. CAPITULACAO DE FLUXO DE COBERTURA A cobertura de fluxos de caixa em moeda estrangeira pode render beneficios significativos. Como a avaliacao de uma empresa e o valor presente de todos os seus fluxos de caixa futuros, a reducao da volatilidade dos ganhos melhora a avaliacao de uma empresa eo acesso ao capital. Por outro lado, a desvantagem de nao faze-lo pode ser significativo. Nao e raro ouvir um CEO ou CFO culpar a volatilidade da moeda para um lucro trimestral perder, e exemplos - mesmo entre as maiores empresas - podem ser facilmente encontrados. Ao implementar um programa de gerenciamento de risco de fluxo de caixa eficaz que trabalha com seu programa de hedge de balanco, uma empresa ira reduzir significativamente a probabilidade de ter uma perda de lucros devido a FX. Implementar um programa de fluxo de caixa pratico e eficaz tem tres elementos principais: Gerir os efeitos das variacoes cambiais durante um periodo de tempo prolongado. Gerenciando a variacao de volume - ou seja, como proteger uma quantidade estimada (receita liquida em moeda local). E muito facil sobre ou under-hedge, ea equipe de FX precisa incorporar seus modelos de previsao de empresa e ciclos, acrescimos, eo calendario de reservas de imposto significativo. Integracao do programa de fluxo de caixa com o programa de balanco. Isso inclui reconhecer e tratar possiveis efeitos contabeis e alcancar o objetivo final de converter a moeda FX na moeda funcional da empresa. Gestao de Risco de Moeda tem estrategias comprovadas para enfrentar cada um desses desafios. Apresentamos aqui uma visao de alto nivel de alguns de nossos processos. Para uma discussao mais detalhada, consulte nosso artigo em Treasury amp Risk em quotCash Flow Hedging Best Practices quot. Hedging em camadas A pratica comum e muitas vezes para iniciar hedges para os quatro trimestres do proximo ano fiscal durante o ultimo trimestre do ano fiscal anterior. Esta abordagem quotfire e forgetquot, embora simples de executar, tem varias desvantagens. A taxa a vista no inicio pode ser desvantajosa ou anomala, ea abordagem faz muito pouco para reduzir a volatilidade dos resultados. CRM pode projetar e implementar um programa de camadas de cobertura para sua empresa que cria uma taxa de hedge eficaz igual ao ponto medio de varios periodos anteriores. Isso dramaticamente suaviza a taxa efetiva para cada periodo, reduzindo a volatilidade. A media pode ser superior a 6 a 12 meses - quanto mais longo for o periodo, mais suave sera o resultado (ver grafico a direita). Alem disso, o CRM tambem assegurara que esta estrategia de cobertura de fluxos de caixa se integre perfeitamente com a nossa estrategia de cobertura de balanco. (2) A cobertura em camadas de CRM reduz dramaticamente a volatilidade (Desvio Padrao) e o custo medio. Hedging de moeda do FX: Aplicacao de fluxo de caixa em risco Embora a globalizacao tenha promovido expansao comercial e corporativa, tambem criou novas exposicoes cambiais, Mais incertos. A crise do credito exacerbou esta volatilidade cambial. Esses fatos da vida corporativa tornaram a gestao de risco de cambio (FX) uma caracteristica sempre crescente da paisagem do tesouro corporativo. Quase todas as empresas de terceirizacao, fabricacao ou venda no exterior estao expostas a algum risco de moeda, e para proteger os lucros, eles precisam avaliar o que e quanto a hedge. A aplicacao de metodos sistematicos para fazer essas avaliacoes, como o uso do fluxo de caixa em risco (CFaR) pode ser util na tomada de decisoes de hedging. Para demonstrar, considere uma empresa dos EUA que vende em dolares americanos e tem despesas em dolares, dolares canadenses e pesos mexicanos (os dois ultimos representando moedas usadas nas instalacoes de producao e montagem da empresa nos EUA). A empresa espera que os fluxos de caixa mostrados na Tabela 1 ao final de um ano. Em termos pontuais, isso representa uma margem operacional estimada de 22,83. A empresa esta sujeita ao risco de moeda estrangeira atraves do peso mexicano e despesas em dolar canadense. Qualquer movimento desfavoravel em qualquer moeda afetara as margens operacionais, p. Um movimento adverso em ambas as taxas de cambio reduz o lucro para US167,720 ou 6,05 diminuicao na margem operacional. A empresa gostaria de saber quanto de sua margem esta em risco e qual sera o custo para o bloqueio na margem no inicio do ano. Suponha que a empresa so pode tolerar uma reducao de 50 no lucro (US114.154). Os dados na Tabela 2 sao fornecidos. Uma estimativa aproximada do risco de fluxo de caixa pode ser calculada multiplicando o peso mexicano e as despesas em dolar canadense por suas respectivas volatilidades diarias ajustadas por um nivel de confianca e convertendo em dolar americano. Cerca de US5.532 das despesas do peso mexicano e US4.046 das despesas do dolar canadense estao em risco ao nivel de confianca 95. O risco de FX diario e US9,578. Anualmente, isso representa US152, 044, que e cerca de 66,6 do lucro total previsto e mais do que o nivel tolerado. Aproximado como e, e um limite superior util de risco. Uma avaliacao mais precisa do risco pode ser medida usando CFaR, 2 que leva em consideracao as correlacoes entre as moedas. Isto e mostrado na Tabela 3. Os resultados CFaR suportam a estimativa aproximada, embora seja menor. O CFaR reflete a correlacao entre as diferentes moedas 8211 risco de moeda peso mexicano ainda e maior do que o risco de moeda do dolar canadense. A correlacao relativamente alta entre o peso mexicano / dolar americano eo dolar canadiano / dolar americano resulta em uma contribuicao menor para CFaR do que a da estimativa aproximada. O CFaR anualizado e US129,331.31, o que representa cerca de 57 do lucro esperado. Mais uma vez, embora inferior a estimativa aproximada, este e maior do que a quantidade tolerada. Dada a hipotese do risco maximo suportavel, a empresa deve fazer hedge para reduzir o risco cambial. Estrategias de Hedging Alternativas A empresa poderia hedge com: FX forwards para a totalidade ou parte do peso mexicano e exposicoes dolar canadense. FX participando para a frente para cobrir todo o risco de queda de FX e apenas metade do risco de FX upside, deixando aberta a possibilidade de participar em movimentos de moeda favoraveis. Na opcao de dinheiro FX para exposicoes de peso mexicano e dolar canadense. O impacto em CFaR de cada alternativa e o seguinte: FX forward (peso mexicano e dolar canadense) Intuitivamente, esta estrategia deve eliminar todo o risco de moeda corrente, e consequentemente abaixar CFaR a zero. CFaR cai para zero. O custo desta estrategia e o precedente de quaisquer ganhos favoraveis ??nas taxas de cambio e os custos de ponto forward, que neste caso e um ganho de US14.700 (para cobertura de 100). O ganho reflete as taxas de juros mais elevadas do peso mexicano, embora venha com a perda de qualquer potencial de crescimento. Neste exemplo de cobertura, a diminuicao da CFaR e linear em relacao a percentagem de cobertura, pelo que a empresa pode escolher uma percentagem de cobertura que resulte num CFaR que esteja dentro dos limites aceites, p. Uma porcentagem de hedge de 87,5 resulta em CFaR igual a 10 do lucro esperado anual. Uma empresa pode achar essa abordagem util, pois pode haver incerteza na previsao de fluxo de caixa e um programa de hedge gradualmente crescente e mais apropriado. Por exemplo, um programa de hedge de 50 resultaria em um CFaR anualizado de USD 64.750, representando 28.36 de lucros anuais e um ganho de US $ 7.350. 3 FX que participam para a frente para hedge todo o risco de FX para baixo e somente metade do risco de FX upside Sob esta estrategia 50 da exposicao e coberto com um FX adiante e os restantes 50 cobertos com uma opcao de FX. Isto deixa uma exposicao de 50 aos movimentos de moeda favoraveis. O custo desta opcao e US6,050 e CFaR cai para zero. As opcoes de FX de dinheiro para comprar valores de peso mexicano e exposicao de dolar canadense A estrategia travara em taxas de FX de pior para comprar peso mexicano e dolar canadense e permitir a corporacao beneficiar de movimentos favoraveis ??de taxa de FX. CFaR cai para zero, embora o custo desta estrategia seja US27.800. E obvio que cada estrategia elimina todo o risco de queda para os lucros. O custo varia de um ganho de US14.700 para um custo de US27.800. Assim, para um custo maximo de menos de 15 dos lucros, a empresa pode eliminar todas as possibilidades de lucros perdidos devido aos movimentos da moeda e, em alguns casos, aproveitar os movimentos favoraveis ??da moeda para aumentar os lucros. A melhor opcao para a empresa e a que reflete seu apetite pelo risco e seu orcamento de hedge. Uma Palavra Final no CFaR Menor conhecida do que seu parente proximo, o valor em risco (VaR), CFaR e mais adequado para corporates porque lida com fluxos de caixa nao descontados excluindo o valor de tempo, refletindo a demonstracao de lucros e perdas ao inves de VaRs ativos / (Incluindo o valor do tempo), que sao mais reflexo do balanco. Em ultima analise, uma empresa quer saber o impacto do risco cambial sobre lucros e perdas e, por sua vez lucro por acao. Se uma empresa pode quantificar o quanto risco (perda) que pode suportar, entao ele so precisa das ferramentas disponiveis para tomar a decisao de hedge muito facil. CFaR e uma dessas ferramentas que e particularmente adequado para o mundo corporativo. 1 Supondo que as mudancas nas taxas de cambio sao variaveis ??aleatorias independentes, normalmente distribuidas. O intervalo de confianca de 95 representa 1,645 desvios padrao da media. 2 A abordagem delta-normal e usada aqui. Correlacao de 0.53265 entre USD / MXN e USD / CAD e volatilidade diaria de 1.798 e 1.533 para MXN e CAD respectivamente. Nivel de confianca e 95. 3 Usando as taxas de mercado a termo em 1 de janeiro de 2010. Melhores praticas de cobertura de fluxo de caixa Hedging o risco de moeda gerado por um businessrsquos global antecipado fluxos de caixa futuros pode ser uma tarefa desconcertante. As incertezas inerentes as projecoes de receita e custo, bem como a complexidade do mercado de cambio e derivativos relacionados, podem contribuir para preocupacoes sobre a eficacia das atividades de hedge. No entanto, um programa de hedging de fluxo de caixa bem construido vale o investimento de tempo e esforco. A avaliacao corporativa e baseada no tamanho e na estabilidade de seus fluxos de caixa futuros, portanto, se puder reduzir sua volatilidade de ganhos, ela aumentara sua avaliacao e acesso ao capital. Complete seu perfil para continuar lendo e obtenha acesso GRATUITO ao Risco de Tesouraria. Parte da sua assinatura digital do ALM. Seu acesso ao conteudo ilimitado do Tesouro nao esta mudando. Uma vez que voce e um membro digital do ALM, voce recebera: Informacoes sobre o risco do Tesouro Critico, incluindo uma analise aprofundada das melhores praticas de tesouraria e financas, estudos de caso com inovadores corporativos, eNewsletters informativos, webcasts educacionais e videos e recursos de lideres da industria. Descontos exclusivos em eventos ALM e Risco de Tesouraria. Acesso a outras premiadas publicacoes de ALM, incluindo PropertyCasualty360 e Law. Ja existem opcoes de FX mais usadas hoje do que nunca, poucas multinacionais agem como se realmente entendessem quando e quando isso acontecesse. Por que esses instrumentos podem agregar valor ao acionista. Ao contrario, grande parte do tempo empresas parecem usar opcoes de FX para papel sobre problemas de contabilidade, ou para disfarcar o verdadeiro custo de posicionamento especulativo, ou as vezes para resolver problemas de controle interno. O clicheacute padrao sobre opcoes de moedas afirma sem elaboracao seu poder de fornecer uma empresa com potencial de crescimento, limitando o risco de queda. Opcoes sao tipicamente retratado como uma forma de seguro financeiro, nao menos util do que o seguro de propriedade e acidentes. Este raciocinio lustroso mascarar a realidade: se e seguro, em seguida, uma opcao de moeda e semelhante a compra de roubo seguro para proteger contra o risco de inundacao. A verdade e que a gama de usos verdadeiramente nao especulativos para opcoes de moeda, decorrentes das operacoes normais de uma empresa, e bastante pequena. Na realidade as opcoes da moeda fornecem veiculos excelentes para o posicionamento especulativo dos corporates no disfarce da cobertura. Corporates iria melhor se eles didnt acreditam que o disfarce era real. Vamos comecar com seis dos mitos mais comuns sobre os beneficios das opcoes de FX para a corporacao internacional - mitos que prejudicam os valores dos acionistas. Mito Um. Escrever opcoes cobertas e seguro, e pode ganhar dinheiro, desde que a empresa tem a moeda subjacente para entregar. Mito Dois. Comprar puts ou chamadas para proteger uma exposicao conhecida de moeda estrangeira oferece potencial de vantagem sem o risco de especular sobre a moeda. Mito Tres. As opcoes podem ser a melhor cobertura para exposicao contabil. Mito Quatro. As opcoes oferecem uma maneira util de proteger as exposicoes em moeda estrangeira sem o risco de reportar exposicoes derivadas. Mito Cinco. Vender uma opcao e melhor do que usar forwards ou swaps quando a contraparte e arriscada, porque o comprador de opcoes nao pode usar como padrao. Mito Seis. As opcoes de moeda oferecem a maneira ideal de proteger exposicoes incertas, como lances de contrato. Mito Um. As chamadas cobertas sao seguras. Quando a Dell Computer Company foi encontrada para vender apostas nua moeda e chamadas, Michael Dell foi condenado por especular com dinheiro da empresa. Para escapar critica semelhante muitas gerencias tem ido em registro como admitir apenas para a opcao de cobertura de escrita. Aqui estao as palavras de Rolls-Royce latao sobre este topico. Acreditamos que a compra e escrita de opcoes podem complementar nossa politica de hedge. Em nenhum caso, nunca escreveremos opcoes se nao houver necessidade de ter o subjacente la em primeiro lugar - ou seja, nao vamos escrever opcoes nuas. - Mark Morris, gerente de risco financeiro, citado em No Fear of Options Here, Corporate Finance. Julho de 1994, p. 44. O que a Rolls-Royce nao consegue reconhecer e que a escrita da opcao coberta e tao arriscada quanto a escrita nua de opcoes. Por exemplo, a empresa que tem uma receita denominada em ienes, e escreve uma chamada, dando a outra pessoa o direito de comprar esses ienes, acaba com uma combinacao de uma posicao longa e pura e uma chamada curta. A soma destes dois e o equivalente a escrever uma opcao de venda em iene. Portanto, o escritor coberto e um especulador pura demais. Mais geralmente, sempre que uma empresa escreve uma opcao coberta de um tipo (colocar ou chamar) e, na verdade, escrever uma opcao nua do outro tipo. (Ver Figura 1) Figura 1. Escrever Opcoes Cobertas. Quando a Rolls-Royce vende libras esterlinas contra os dolares que recebe das vendas dos EUA, esta criando uma posicao de chamada nua. O diagrama mostra como combinar a venda de uma opcao com uma posicao subjacente em uma moeda cria o equivalente a uma posicao curta nua na opcao oposta. Mito Dois. A compra oferece um potencial de ganho sem risco. A empresa que diz que esta usando opcoes para proteger uma exposicao conhecida e, em seguida, usa-lo para procurar upside sem risco e na realidade na posicao de um especulador. Porque Porque a empresa acaba por cobrir um risco simetrico de moeda com um contrato assimetrico. A Figura 2 mostra como. Figura 2. Cobertura de Posicoes Longas ou Curtas com Opcoes. Se Ford for devido iene japones por Nissan em pagamento por pecas exportadas, e compra um yen posto para hedge a exposicao de moeda corrente, a companhia criou uma chamada longa sintetica. Em geral, combinar uma posicao de moeda subjacente com uma chamada longa ou colocar cria o equivalente a uma posicao longa na opcao oposta. A posicao longa e a moeda estrangeira a receber, ostensivamente coberta com uma opcao de venda. A soma dos dois e equivalente a comprar uma chamada. Em vez de reduzir ou eliminar o risco, como os spin-doctors iria alegar, esta estrategia realmente cria outra exposicao ao risco. Mito Tres. As opcoes sao uma otima cobertura contra a exposicao contabil. Este e certamente um dos mais penetrantes dos seis mitos. E a sabedoria convencional que, se uma empresa tem uma exposicao contabil em moeda estrangeira que nao corresponde a sua exposicao economica, entao eles vao incorrer ganhos e perdas de conversao como a moeda aumenta ou cai. O remedio popular para isso e comprar contratos a termo. Ha uma mosca na pomada, no entanto. Porque os ganhos de conversao sao entradas de contabilidade, enquanto o contrato a termo pode produzir perdas de caixa reais, o que pode ser dificil de justificar. Para evitar essa perspectiva, a empresa protege sua longa exposicao de ienes comprando opcoes de venda de ienes - calculando se o iene cai tera uma perda de conversao compensada por um ganho de caixa real na opcao. Se o iene subir, alternativamente, a empresa ira publicar um ganho de balanco enquanto a opcao e permitida a expirar - o seu premio e tratado como um custo de seguro. Esse argumento tem um tipo de apelo superficial, com certeza. Se a exposicao a longo prazo de moeda estrangeira e meramente uma ficcao, a empresa criou uma posicao de venda longa que esta sujeita ao risco de flutuacoes de preco de opcao. Se por outro lado se acredita que os ganhos ou perdas do balanco tem valor economico verdadeiro, entao eles sao simetricos e criamos uma posicao de chamada longa. Pode acontecer, e claro, que uma empresa reconhece esses fatos, mas ainda gosta das opcoes hedging ideia por razoes puramente cosmeticos. Nesse caso, deve aceitar que o custo dos cosmeticos e equivalente a medida em que uma posicao de opcoes aberta e nao gerenciada pode aumentar a variabilidade dos fluxos de caixa reais. E isso pode equivaler a um monte de batom. Mito Quatro. As opcoes sao boas para evitar a palavra d. Suponha que uma empresa tenha exposicoes economicas reais sobre FX - distintas das exposicoes contabeis e de traducao -, no entanto, pode ser conduzida em opcoes por razoes completamente erradas. Aqui o culpado e a relutancia dos gerentes da empresa de relatar perdas de derivativos de qualquer tipo - mesmo aquelas que sao hedges legitimos. As praticas contabeis geralmente aceitas forcariam uma marcacao ao mercado, que e reservar uma perda em forwards ou futuros sempre que a moeda moveu em favor de sua posicao natural. Assim, os gerentes sao atraidos para a cancao sirene de opcoes, porque nao ha chance de perda. O premio da opcao e amortizado linearmente ao longo da vida da opcao - como se fosse uma apolice de seguro. Mito Cinco. Finessing riscos de contraparte. Ha uma forma kinky para uma opcoes pagar. Porque compradores de opcoes de moeda convencional compra um direito, mas nao uma obrigacao. Assim, o risco de inadimplencia e totalmente sobre o escritor, enquanto a opcao de credito dos compradores credibilidade e completamente irrelevante - desde que ele pagou o premio opcao em primeiro lugar Assim, pode muito bem ser uma situacao enfrentada por uma empresa no que diz respeito a solvabilidade de um cliente que iria Nao suportam o uso de um derivado simetrico, como um swap de moeda de longo prazo. Assim, argumenta o argumento, as mesmas necessidades de cobertura podem ser satisfeitas com uma solucao reconhecidamente de segunda melhor - ou seja, opcoes. Mas lembre-se que tal uso e justificavel apenas porque linhas de credito adequadas nao estao disponiveis para o comprador da opcao. Mas antes que o vendedor da opcao grita hooray, devem considerar um fato sobrio. Pode haver formas mais baratas para a corporacao atingir o mesmo objetivo. O risco de credito pode ser tratado atraves de colateralizacao, securitizacao, por exemplo. Credito deslocamento com opcoes e apenas uma das varias rotas - nao necessariamente o mais barato. Mito Seis. As opcoes compensam os influxos de FX imprevisiveis. Os vendedores de opcoes frequentemente afirmam que as opcoes de moeda sao instrumentos ideais para hedging fluxos de caixa em moeda estrangeira incerta, porque a opcao da a corporacao o direito de comprar ou vender o fluxo de caixa em moeda estrangeira se uma empresa ganha um contrato offshore dizer, mas nenhuma obrigacao de fazer Assim se seu lance for rejeitado. Tem uma logica superficial: na qual uma reivindicacao contingente compensa um evento contingente. A desvantagem desta abordagem, no entanto, e que na maioria das vezes voce tem reivindicacoes contingente em dois eventos diferentes. Ganhar ou perder o contrato depende de sua concorrencia e uma serie de fatores reais, enquanto ganhos ou perdas na opcao dependem de movimentos da moeda e sua variabilidade. Uma empresa que compra uma opcao para proteger a moeda estrangeira em um lance de compra esta pagando por volatilidade cambial e de fato tomando uma posicao no mercado de opcoes que nao sera extinguida pelo sucesso ou nao de sua oferta. Em outras palavras, quer a oferta seja ou nao aceita, a opcao sera exercida se estiver no dinheiro a expiracao e nao de outra forma, eo preco das opcoes aumentara e diminuira a medida que a probabilidade de exercicio for alterada. Na compra do hedge, o licitante esta realmente comprando uma seguranca arriscada cujo valor continuara a flutuar mesmo depois que o resultado da oferta e conhecido. Opcoes de moeda sao uteis Sim, em certas situacoes bem definidas, mas estas sao situacoes que, creio eu, poucas empresas parecem entender. Existe um tipo de fluxo de caixa em moeda estrangeira para o qual a opcao de moeda convencional e perfeitamente adequada: essa e a rara excecao onde a probabilidade de recibos de uma empresa em moeda estrangeira ou pagamentos depende da taxa de cambio. Entao tanto a exposicao natural quanto o instrumento de hedge tem ganhos que sao contingentes cambiais e uma opcao de moeda e exatamente o tipo certo de hedge. A titulo ilustrativo, considere uma empresa americana que vende na Alemanha e emite uma lista de precos em marcas alemas. Se a marca cair contra o dolar, os alemaes vao comprar seus doodads, mas e claro que voce vai ter menos dolares por doodad. Se a marca sobe, os alemaes inteligentes irao em vez comprar de seu distribuidor em New Jersey, cuja lista de precos tambem eles tem. Sua receita em dolares e constante se a marca sobe, mas cai quando a marca cai. Talvez voce fosse mudo para fixar os precos em ambas as moedas o que voce tem feito efetivamente e dar uma opcao de moeda. Este risco de moeda assimetrico pode ser cuidadosamente coberto com uma opcao de venda sobre DM. Uma variacao acima pode ser aquela em que a rentabilidade da empresa depende de alguma forma assimetrica do valor de uma moeda, mas de uma maneira mais complexa do que a descrita pelas opcoes convencionais. Um exemplo pode ser quando a analise da concorrencia demonstra que se uma determinada moeda estrangeira cair a um certo nivel, medido pela taxa spot media ao longo de tres meses, entao os produtores nesse pais se preparariam para a producao e tirariam parte de mercado ou margens de forca baixa. A antecipacao de tal evento poderia requerer a compra de opcoes chamadas asiaticas, nas quais o pagamento nao depende da taxa de cambio em vigor no dia da expiracao, mas em uma media de taxas em algum periodo. Existem algumas outras situacoes que poderiam justificar o uso de opcoes de moeda. E uma delas e evitar os custos da angustia financeira. A cobertura pode, em algumas circunstancias, reduzir o custo da divida: por exemplo, quando reduz os custos esperados da falencia para os credores, ou de angustia financeira para os acionistas, ou se permite uma maior alavancagem e, portanto, aumenta o escudo fiscal oferecido pelo financiamento da divida. Onde as flutuacoes no valor das empresas podem ser diretamente atribuidas aos movimentos da taxa de cambio, a empresa pode ser melhor fora da compra de uma moeda out-of-as opcoes de moeda. Em tal caso, seria comprar seguro apenas contra a taxa de cambio extrema que iria colocar a empresa em falencia. Onde isso nos deixa? A regra geral sobre as ferramentas de hedging e que tipos especificos de instrumentos de hedging sao adequados a tipos especificos de exposicao cambial. O que quer que aconteca as suas posicoes naturais, como um ativo em moeda estrangeira, voce quer um hedge cujo valor muda de forma exatamente oposta. Assim forwards estao bem para muitos fins de cobertura, porque a posicao natural das empresas tende a ganhar ou perder um-para-um com a taxa de cambio. (Mesmo isso e muitas vezes falso.) Mas o tipo de exposicao para que as opcoes de cambio sao a cobertura perfeita sao muito mais raros, porque os contratos nao sao ganhos ou perdidos apenas por causa de uma mudanca cambial. Uma opcao de moeda e a cobertura perfeita apenas para o tipo de exposicao que resulta da propria empresa ter concedido uma opcao de moeda implicita para outra parte. Normalmente, as opcoes de moeda oferecem uma cobertura imperfeita, enquanto simples, chato antigos contratos para a frente pode fazer o trabalho de forma mais eficaz. As opcoes sao uma boa maneira de assumir posicoes de moeda de risco limitado Frequentemente, os tesoureiros corporativos usam opcoes para obter o melhor de ambos os mundos: hedging combinado com uma visao. Suas acoes e declaracoes sugerem que muitos acreditam que as opcoes de moeda sao uma boa maneira de lucrar com movimentos antecipados na moeda. Eles nao sao. O posicionamento baseado em opcoes e muito mais complicado do que exposicoes longas ou curtas. A razao e que o ganho ou perda de uma opcao e uma funcao nao linear do valor da moeda, e que a relacao nao e estavel, mas varia com a volatilidade antecipada, com o tempo e com o nivel das taxas de juros. Por essas razoes, as opcoes nao sao instrumentos especulativos ideais para as corporacoes. Ian H. Giddy, Professor de Financas da Universidade de Nova York Stern School of Business 44 West 4th Street, Nova Iorque 10012 Tel 212 998-0332 Fax 212 995-4233