Ftp With Binary Option




Ftp With Binary OptionO consumidor de FTP nao suporta a simultaneidade O consumidor de FTP (com o mesmo ponto de extremidade) nao suporta a simultaneidade (o cliente de FTP de apoio nao e thread-safe). Voce pode usar varios consumidores de FTP para pesquisar de pontos de extremidade diferentes. E apenas um ponto de extremidade unico que nao suporta consumidores concorrentes. O produtor de FTP nao tem esse problema, ele oferece suporte a simultaneidade. Este componente e uma extensao do componente Arquivo. Ha mais amostras e detalhes na pagina do componente Arquivo. Padrao ao consumir arquivos O consumidor FTP, por padrao, deixara os arquivos consumidos intocados no servidor FTP remoto. Voce precisa configura-lo explicitamente se quiser que ele exclua os arquivos ou mova-os para outro local. Por exemplo, voce pode usar delete true para excluir os arquivos, ou use move. done para mover os arquivos para um sub-diretorio feito oculto. O consumidor de arquivo regular e diferente, como por padrao mover arquivos para um diretorio. camel sub. A razao Camel nao faz isso por padrao para o consumidor FTP e que ele pode ter permissoes por padrao para ser capaz de mover ou excluir arquivos. Limitacoes A opcao readLock pode ser usada para forcar Camel a nao consumir arquivos que estao sendo gravados no momento. No entanto, esta opcao esta desactivada por predefinicao, uma vez que requer que o utilizador tem acesso de escrita. Consulte a tabela de opcoes em File2 para obter mais detalhes sobre bloqueios de leitura. Existem outras solucoes para evitar o consumo de arquivos que estao sendo escritos em FTP, por exemplo, voce pode gravar em um destino temporario e mover o arquivo depois que ele foi escrito. Ao mover arquivos usando a opcao move ou preMove, os arquivos ficam restritos a pasta ROOT do FTP. Isso impede que voce mova arquivos fora da area de FTP. Se voce quiser mover arquivos para outra area, voce pode usar links de software e mover arquivos para uma pasta vinculada. Cabecalhos de mensagem Os seguintes cabecalhos de mensagem podem ser usados ??para afetar o comportamento do componente Especifica o nome do arquivo de saida (relativo ao diretorio do no de extremidade) a ser usado para a mensagem de saida ao enviar para o no de extremidade. Se isso nao estiver presente e nenhuma expressao, entao, um ID de mensagem gerado e usado como o nome do arquivo em vez disso. O caminho de arquivo real (nome do caminho) para o arquivo de saida que foi escrito. Este cabecalho e definido pelo Camel e seu objetivo e fornecer aos usuarios finais o nome do arquivo que foi escrito. Sobre os tempos limite O conjunto de duas bibliotecas (consulte a parte superior) tem APIs diferentes para definir o tempo limite. Voce pode usar a opcao connectTimeout para ambos definir um tempo limite em millis para estabelecer uma conexao de rede. Um soTimeout individual tambem pode ser definido no FTP / FTPS, que corresponde ao uso de ftpClient. soTimeout. Aviso SFTP usara automaticamente connectTimeout como seu soTimeout. A opcao timeout aplica-se somente para FTP / FTSP como o tempo limite de dados, que corresponde ao valor ftpClient. dataTimeout. Todos os valores de tempo limite estao em milesimos de segundo. Usando o Diretorio de Trabalho Local O Camel suporta o consumo de servidores FTP remotos e o download dos arquivos diretamente em um diretorio de trabalho local. Isso evita ler todo o conteudo do arquivo remoto na memoria como ele e transmitido diretamente para o arquivo local usando FileOutputStream. Camel armazenara em um arquivo local com o mesmo nome do arquivo remoto, embora com. inprogress como extensao enquanto o arquivo esta sendo baixado. Em seguida, o arquivo e renomeado para remover o sufixo. inprogress. E, finalmente, quando o Exchange e concluido, o arquivo local e excluido. Portanto, se voce quiser fazer o download de arquivos de um servidor FTP remoto e armazena-lo como arquivos, entao voce precisa rota para um endpoint de arquivo, tais como: Otimizacao renomeando arquivo de trabalho A rota acima e ultra eficiente como evita ler todo o conteudo do arquivo na memoria . Ele baixara o arquivo remoto diretamente para um fluxo de arquivos local. O identificador java. io. File e entao usado como o corpo do Exchange. O produtor de arquivos aproveita esse fato e pode trabalhar diretamente no arquivo de trabalho java. io. File identificador e executar um java. io. File. rename para o nome de arquivo de destino. Como Camel sabe que e um arquivo de trabalho local, ele pode otimizar e usar um renomear em vez de uma copia de arquivo, como o arquivo de trabalho deve ser excluido de qualquer maneira. Mudando passo a passo diretorios Camel FTP pode operar em dois modos em termos de percorrer diretorios ao consumir arquivos (por exemplo, download) ou produzir arquivos (por exemplo, upload) Voce pode querer escolher qualquer um, dependendo da sua situacao e questoes de seguranca. Alguns usuarios finais Camel so podem baixar arquivos se usarem stepwise, enquanto outros so podem baixar se nao. Pelo menos voce tem a escolha para escolher (de Camel 2.6 em diante). Em Camel 2.0 - 2.5 existe apenas um modo e e: antes de 2.5 nao stepwise 2.5 stepwise De Camel 2.6 em diante ha agora uma opcao stepwise voce pode usar para controlar o comportamento. Observe que a alteracao gradual do diretorio na maioria dos casos somente funcionara quando o usuario estiver confinado ao diretorio home s e quando o diretorio home for relatado como /. A diferenca entre os dois e melhor ilustrada com um exemplo. Suponha que temos a seguinte estrutura de diretorios no servidor FTP remoto que precisamos para pesquisar e baixar arquivos: E que temos um arquivo em cada uma das pastas sub-a (a. txt) e sub-b (b. txt). Usando stepwise true (modo padrao) Consumindo um servidor FTPS remoto (TLS explicito) e uma configuracao de armazenamento de confianca personalizada Filtro usando org. apache. camel ponent. file. GenericFileFilter Camel oferece suporte a estrategias de filtragem conectaveis. Esta estrategia pode ser fornecida implementando org. apache. camel ponent. file. GenericFileFilter em Java. Em seguida, voce pode configurar o no de extremidade com esse filtro para ignorar determinados filtros antes de serem processados. No exemplo nos construimos nosso proprio filtro que so aceita arquivos comecando com relatorio no nome do arquivo. E entao podemos configurar nossa rota usando o atributo filter para fazer referencia ao nosso filtro (usando a notacao) que definimos no arquivo XML da mola: Filtering using ANT path matcher O ANT path matcher e um filtro que e enviado out-of-the - Caixa no frasco do camelo-mola. Entao voce precisa depender de camel-spring se voce estiver usando Maven. A razao e que nos alavancamos o AntPathMatcher de Spring para fazer a correspondencia real. Os caminhos de arquivos sao compativeis com as seguintes regras:. Corresponde a um caractere corresponde a zero ou mais caracteres corresponde a zero ou mais diretorios em um caminho O exemplo abaixo demonstra como usa-lo: Usando um proxy com SFTP Para usar um proxy HTTP para se conectar ao seu host remoto, voce pode configurar sua rota nas seguintes opcoes: Maneira: Voce tambem pode atribuir um nome de usuario e senha para o proxy, se necessario. Consulte a documentacao do com. jcraft. jsch. Proxy para descobrir todas as opcoes. Definindo o metodo de autenticacao SFTP preferencial Se voce quiser especificar explicitamente a lista de metodos de autenticacao que devem ser usados ??pelo componente sftp, use a opcao preferredAuthentications. Se, por exemplo, voce quiser que o Camel tente autenticar-se com a chave SSH privada / publica e substitua a autenticacao de usuario / senha no caso em que nenhuma chave publica esteja disponivel, use a seguinte configuracao de rota: Consumindo um unico arquivo usando um nome fixo Quando voce Quer baixar um unico arquivo e saber o nome do arquivo, voce pode usar fileName myFileName. txt para dizer Camel o nome do arquivo para download. Por padrao, o consumidor ainda fara um comando FTP LIST para fazer uma listagem de diretorio e, em seguida, filtrar esses arquivos com base na opcao fileName. Embora neste caso de uso pode ser desejavel desativar a listagem de diretorio definindo useList false. Por exemplo, a conta de usuario usada para fazer login no servidor FTP pode nao ter permissao para fazer um comando FTP LIST. Entao voce pode desativar isso com useList false. Em seguida, forneca o nome fixo do arquivo para fazer o download com fileName myFileName. txt. O consumidor FTP ainda pode baixar o arquivo. Se o arquivo por algum motivo nao existir, entao Camel por padrao lancara uma excecao, voce pode desativar isso e ignorar isso configurando ignoreFileNotFoundOrPermissionError true. Por exemplo, para ter uma rota Camel que pega um unico arquivo, e exclui-lo apos o uso que voce pode escrever Observe que usamos todas as opcoes que falamos acima. Voce tambem pode usar isso com ConsumerTemplate. Por exemplo, para fazer o download de um unico arquivo (se existir) e pegar o conteudo do arquivo como um tipo String: Debug log Este componente tem TRACE nivel de log que pode ser util se voce tiver problemas. PHP 5 FTP Funcoes PHP FTP Introducao As funcoes FTP dao acesso ao cliente a servidores de arquivos atraves do File Transfer Protocol (FTP). As funcoes FTP sao usadas para abrir, fazer login e fechar conexoes, bem como carregar, baixar, renomear, excluir e obter informacoes sobre arquivos de servidores de arquivos. Nem todas as funcoes FTP funcionarao com todos os servidores ou retornarao os mesmos resultados. As funcoes FTP ficaram disponiveis com o PHP 3. Se voce so deseja ler ou gravar em um arquivo em um servidor FTP, considere usar o wrapper ftp: // com as funcoes do Sistema de Arquivos que fornecem uma interface mais simples e intuitiva. Instalacao Para que estas funcoes funcionem, voce precisa compilar PHP com --enable-ftp. A versao do Windows do PHP tem suporte embutido para esta extensao. PHP 5 Funcoes FTP Aloca espaco para um arquivo ser carregado para o servidor FTP Alteracoes para o diretorio pai no servidor FTP Altera o diretorio atual no servidor FTP Define as permissoes em um arquivo via FTP Fecha uma conexao FTP Abre uma conexao FTP Elimina uma conexao FTP Arquivo no servidor FTP Executa um comando no servidor FTP Faz download de um arquivo do servidor FTP e salva-o em um arquivo local aberto Faz upload de um arquivo aberto e salva-o em um arquivo no servidor FTP Devolve opcoes de tempo de execucao da conexao FTP Downloads Um arquivo do servidor FTP Efetua login na conexao FTP Devolve a ultima hora modificada de um arquivo especificado Cria um novo diretorio no servidor FTP Continua recuperando / enviando um arquivo (sem bloqueio) Faz a transferencia de um arquivo do servidor FTP e salva-o Em um arquivo aberto (sem bloqueio) Carrega de um arquivo aberto e salva-lo em um arquivo no servidor FTP (sem bloqueio) Um guia rapido para usar ftp. O programa ftp padrao e o cliente ftp original. Ele vem padrao com a maioria das distribuicoes Linux. Ele apareceu pela primeira vez em 4.2BSD, que foi desenvolvido pela Universidade da California, em Berkeley. E facil de usar o ftp. Vamos dizer que voce quer se conectar ao site ftp anonimo metalab. unc. edu, para baixar a fonte mais recente do kernel do Linux. Na linha de comando, digite: O programa ftp tentara se conectar ao metalab. unc. edu. Outra maneira de fazer isso e executar ftp a partir da linha de comando sem parametros e usar o comando open, com o nome do site como um argumento: Quando voce se conectar a um site FTP, ele pedira um login Faca login como seu nome de usuario local, neste caso, foo. Introduzimos um endereco de e-mail completo como a senha (isto e o que a maioria dos sites FTP publicos Depois de um login bem-sucedido, as seguintes informacoes sao dadas para nos: Depois de efetuar login em um site ftp, ftp ira imprimir o tipo de transferencia de arquivo. No nosso caso, e binario. O modo binario transfere os arquivos, bit by Bit, como eles estao no servidor FTP. Modelo Ascii, no entanto, ira baixar o texto diretamente. Voce pode digitar ascii ou binario para alternar entre os tipos. Voce deseja baixar a fonte do kernel, entao voce deixar o tipo de transferencia de arquivo em binario. O tipo binario e tambem o que voce usaria para qualquer arquivo nao-texto - como imagens graficas, zip / gzip arquivos, programas executaveis, etc Em caso de duvida, use o modo binario. Voce faz um ls para ver uma lista dos arquivos. O comando ls em servidores ftp e executado no servidor remoto, entao as opcoes de linha de comando que voce pode usar com ele variam de servidor para servidor. As opcoes mais comuns estao geralmente disponiveis, verifique a pagina do manual para ls para obter detalhes. Se o comando ls lista tantos arquivos que rolam na parte superior da tela, voce pode usar Shift-PageUp para rolar para cima. Isso funciona no modo de console do Linux, bem como em xterm ou rxvt. Em arquivos FTP publicos, os recursos para download sao normalmente mantidos no diretorio / pub. Neste exemplo, voce ja sabe que as fontes do kernel estao no diretorio / pub / Linux / kernel. Entao voce digita o seguinte para entrar nesse diretorio: As mensagens que voce ve, que comecam com 250, sao mensagens de informacao enviadas pelo servidor. Neste caso, o servidor ftp esta configurado para enviar automaticamente o arquivo README quando voce cd para o diretorio. Agora, depois de fazer outra ls. Voce ve que voce deseja cd para o diretorio v2.2. Voce faz mais um ls. E encontre o arquivo que deseja baixar. E linux-2.2.13.tar. gz. Entao voce digita isto: O programa ftp comecou a salvar o arquivo remoto linux-2.2.13.tar. gz como o arquivo local linux-2.2.13.tar. gz. Se voce quiser salva-lo como o arquivo local foo. tar. gz. Voce poderia ter especificado como este: Se voce quiser fazer o download de mais de um arquivo de cada vez, voce tera que usar o comando mget (multiple get). Voce pode usar mget juntamente com uma lista delimitada por espaco de nomes de arquivo que deseja baixar, ou usar caracteres curinga com o comando mget. Por exemplo: Obter todos os arquivos comecando com a sequencia linux. Normalmente, o mget solicitara cada arquivo antes de fazer o download. Voce pode alternar isso usando o comando prompt. Agora vamos dizer que voce escreveu um pedaco de software e deseja envia-lo para o MetaLab para ser incluido em seu arquivo de software Linux. Primeiro, voce mudara para o diretorio / entrante (a maioria dos servidores FTP publicos tem um diretorio, normalmente chamado de entrada ou upload, onde os arquivos podem ser enviados), entao voce usara o comando put: O comando put funciona da mesma maneira que o get Comando, para que voce possa usar mput para carregar varios arquivos ao mesmo tempo. Voce tambem pode carregar um arquivo local com um nome de arquivo diferente no servidor, especificando o nome de arquivo remoto e / ou nome do caminho como um argumento. O que acontece se o arquivo foo. tar. gz nao estiver no diretorio local atual quando voce tentar fazer o upload Voce pode alternar diretorios locais usando o comando lcd (local change directory): O cliente ftp suporta usar o bang () para executar o local Comandos. Por exemplo, para obter uma listagem de arquivos em seu diretorio local atual, faca o seguinte: A maneira como isso funciona e que o ftp chama o shell (especificado na variavel de ambiente SHELL) e e o shell que executa ls. Assim, voce pode executar qualquer linha de comando que trabalhe com seu shell simplesmente prepending para ele (o shell padrao na maioria das distribuicoes Linux e bash, o Bourne Again SHell). Observe que cd nao funciona como seria de esperar, e por isso que o comando lcd existe. Nao seria bom se voce pudesse assistir ao progresso enquanto voce re baixar um arquivo com ftp Voce pode usar o comando hash para imprimir marcas de hash como voce baixar um arquivo: Como voce pode dizer, ftp ira imprimir uma marca de hash para cada 1024 Bytes de dados que voce baixar. Ha tambem uma opcao de carrapato. Existem muitos outros comandos ftp. Se voce tem permissao para faze-lo (o que voce deve fazer, se estiver conectado a sua propria conta de shell privada), voce pode criar um diretorio no servidor remoto usando o comando mkdir. Voce pode remover um arquivo no servidor remoto usando o comando delete ou rmdir para remover um diretorio. Voce tambem pode alterar permissoes de arquivo usando o comando chmod. Para obter informacoes mais detalhadas sobre o uso do ftp, consulte a ajuda on-line no programa ftp (acessivel digitando ajuda sem argumentos para uma lista de comandos ou ajuda para ajuda especifica em um comando). Voce tambem pode ler a pagina de man do Unix para ftp, digitando ftp homem em seu prompt de comando.